.posts recentes

. HAPPY B-DAY TO ME!!

.

. A Thousand Years

. Remember what not to do

. UALG - ESGHT 10 anos

. Dias do caraças!!

. Sapatinho lindo de sua mã...

. Wild

. Pois é!

. Encerramento oficial das ...

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.links

Segunda-feira, 3 de Março de 2008

DIA DA MULHER...

Está prestes a chegar aquela data de que todas as mulheres deveriam sentir vergonha…O DIA DA MULHER!!

Eu sou uma acérrima defensora das mulheres e dos nossos direitos mas oh por favor quem foi a inteligência que fundou este dia? É porque já é suficiente mau termos que aturar os namorados extremosos no dia dos namorados com ramos de flores e restaurantes super-lotados por casalinhos apaixonados…mas neste dia não sei o que é que se passa na cabeças das mulheres…ficam loucas, ouso até dizer histéricas! Sinceramente não sei o que se passa na cabeça das cotas/lobas/encalhadas/desesperadas porque abrem o galinheiro e é vê-las enfrascarem-se e a pularem para cima de uma mesa ou para o pescoço do desgraçado do stripper (que por norma não tem nem 10cm de tamanho para valer a pena…), é vê-las a caírem que nem jovem adolescente e inconsequente…mas surpresa a maior parte é mão de filhos que reclama da vida desgraçada, do marido barrigudo e dos filhos que só querem dinheiro…ahhh!!

Depois de tanto reclamar sobre o dia vamos então à explicação lógica…O dia 8 de Março foi consagrado pelas Nações Unidas. Durante séculos, o papel da mulher incidiu sobretudo na sua função de mãe, esposa e dona de casa. Ao homem estava destinado um trabalho remunerado no exterior do núcleo familiar. Com o incremento da Revolução Industrial, na segunda metade do século XIX, muitas mulheres passaram a exercer uma actividade laboral, embora auferindo uma remuneração inferior à do homem. Lutando contra essa discriminação, as mulheres encetaram diversas formas de luta na Europa e nos EUA.

Mas ainda temos a lenda do dia da Mulher… A lenda do Dia Internacional da Mulher como tendo surgido na sequência de uma greve, realizada em 8 de Março de 1857, por trabalhadoras de uma fábrica de fiação ou por costureiras de calçado - e que tem sido veiculada por muitos órgãos de informação - não tem qualquer rigor histórico, embora seja uma história de sacrifício e morte que cai bem como mito.
Em 1982, duas investigadoras, Liliane Kandel e Françoise Picq, demonstraram que a famosa greve feminina de 1857, que estaria na origem do 8 de Março, pura e simplesmente não aconteceu (Se consultarmos o calendário perpétuo e digitarmos o ano de 1857, poderemos verificar que o 8 de Março calhou a um domingo, pelo que nunca poderia ter ocorrido uma greve nesse dia de descanso semanal),não vem noticiada nem mencionada em qualquer jornal norte-americano, mas todos os anos milhares de orgãos de comunicação social contam a história como sendo verdadeira («Uma mentira constantemente repetida acaba por se tornar verdade»).Verdade é que em 1909, um grupo de mulheres socialistas norte-americanas se reuniu num "party’, numa jornada pela igualdade dos direitos cívicos, que estabeleceu criar um dia especial para a mulher, que nesse ano aconteceu a 28 de Fevereiro. Ficou então acordado comemorar-se este dia no último domingo de Fevereiro de cada ano, o que nem sempre foi cumprido. A fixação do dia 8 de Março apenas ocorreu depois da 3ª Internacional Comunista, com mulheres como Alexandra Kollontai e Clara Zetkin. A data escolhida foi a do dia da manifestação das mulheres de São Petersburgo, que reclamaram pão e o regresso dos soldados. Esta manifestação ocorreu no dia 23 de Fevereiro de 1917, que, no Calendário Gregoriano (o nosso), é o dia 8 de Março. Só a partir daqui, se pode falar em 8 de Março, embora apenas depois da II Guerra Mundial esse dia tenha tomado a dimensão que foi crescendo até à importância que hoje lhe damos.
A partir de 1960, essa tradição recomeçou como grande acontecimento internacional, desprovido, pouco e pouco, da sua origem socialista e desde.

E pronto basicamente e por meia dúzia de palavras agora até os mais distraídos vão ter uma piquena noção do que é este DIA.

E porque elas sim foram grandes MULHERES  e nunca é de mais relembra-las termino com nomes como Ana de Castro Osório, Augustina Bessa-Luis, Florbela Espanca, Lídia Jorge ou Marilyn Monroe…

Um Feliz dia para todas...

Misteriously J

sinto-me: stressed but inspired
música: Big Girl - Mikka

publicado por thestarsareshining às 23:00

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.arquivos

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds